Natal

Oh que vontade de correr pelas ruas frias
Neste Natal escuro de guerra e de morte
E procurar por debaixo das pedras
Aquela estrela branca que iluminou os Magos!
Oh que vontade de correr pelas terras nuas
E de chamar a cada Homem irmão
E de abraçar cada criança triste
E destroçar os brinquedos de guerra
E trocá-los por amor e paz e pão
E alumiar-lhes os olhos e o peito e os lábios
De esperanças e de sorrisos!
(Maria Petronilho)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s